William Shakespeare



"Aprende que quando estás com raiva tens o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não te ama do jeito que tu queres que ame, não significa que esse alguém não o ama, contudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes tu tens que aprender a perdoar-te a ti mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julgas tu serás em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços o teu coração foi partido, o mundo não pára para que tu o consertes. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.  Portanto... Planta o teu jardim e decora tua alma, ao invés de esperar que alguém te traga flores. E aprende tu que realmente podes suportar... que realmente és forte, e que podes ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que tu tens valor diante da vida!"

33 comentários:

Ana. disse...

:b

Ana. disse...

adorei!

Telma disse...

nem sei. há blogues que sigo e que sei que são do norte, outros que tenho a ideia de onde são pela forma de escrever, pelas expressões.
beijinho, e para ti tambem :)

α ♥ disse...

agora também já não me lembro o que disse :o

caroline pipi disse...

adorei completamente!

May disse...

'' E aprende tu que realmente podes suportar... que realmente és forte, e que podes ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que tu tens valor diante da vida!"'' - Entendido minha menina? :p

Joana disse...

esse senhor diz coisas muito acertadas :p

Patrícia disse...

um texto lindo e que vale sempre a pena ler*

Cat G. disse...

encaixa-se perfeitamente em mim:)
dever até devia, mas tenho os meus estudos cá e infelizmente o tempo que passamos juntos é pouco

Luísa Abreu disse...

Ainda não conhecia este texto dele !
Claro que não te odeio, abro uma excepção para ti ;)*

may rose disse...

e isto disse tudo :3

Jéssica Pires disse...

as da imagem são as minhas preferidas. Assim que vi a imagem fiquei logo com aguá na boca :))

Sofia disse...

Tudo dito (':

Nix disse...

Lindo!

S* disse...

Ser cruel é sempre cruel, não tem desculpa.

*C*inderela disse...

Muito bonito, gostei.

Bjokas

mai disse...

Adoro mesmo, a minha mãe amava o japão e um dos sonhos dela era ir lá mas não chegou a realizá-lo :'s ela ensinou-me muitas coisas sobre o japão :)

joana disse...

infelizmente é :s

D. disse...

Adorei :)

mai disse...

Eu sei algumas coisas mas entre saber e viver vai uma grande distância e queria mesmo, nem que fosse só um ano :) Sinto-me mesmo bem com ele, de verdade <3

Cat G. disse...

até parece engraçado, mas a verdade é que nos destrói por dentro

Ana Gil disse...

Este post diz tudo

patrícia disse...

Adoro! :o

Joana disse...

Gostei imenso do texto. Revela muitas realidades!

mai disse...

Estás-te a referir ao amor pelo japão? a música chama-se Birdy - People Help The People

mai disse...

Ás vezes nem tudo :s

Cat G. disse...

eu sei que não disseste com má intenção... espero bem que melhore porque estou mesmo tristinha :(

mai disse...

O amor pelo Japão surgiu quando a minha mãe por brincadeira começou a falar em japonês (algumas palavras só) lá em casa. Depois eu fui-me interessando e a mãe foi transmitindo o que sabia sobre essa cultura :)
Espero que tenhas razão linda.

Cat G. disse...

isto só vai melhorar quando deixar de me importar com coisas que não devo e sair daqui, só assim... preciso mesmo de me afastar e ficar uns tempos sozinha, longe de todos, num sítio que mal conheça, para poder por as ideias em ordem

mai disse...

Sim, ela tem músicas mesmo muito bonitas :)
Já leste os capítulos todos da história? :)

mai disse...

Não nunca foi mas ela tinha uma colega de trabalho que era japonesa e acho que foi por isso que lhe despertou a curiosidade :)

mai disse...

Suicide attempt o link está na ultima mensagem

mai disse...

Sim, é sobre mim :)