será?



"O amor é como uma erva daninha: se não lhe mexer-mos, cresce em todas as direcções, mas se começarmos a esgravatar aqui e ali, acabamos por destruí-lo."

18 comentários:

Ana disse...

Irei ver e depois digo-te a minha opinião :)

Pequeniña disse...

Não sei se concordo totalmente. Depende muito do que querem dizer com "não lhe mexer" porque para mim o amor requer bastante trabalho.

Pipo Santos disse...

Boa frase! *

Sónia disse...

Não concordo com "se não lhe mexermos, cresce em todas as direcções". Acho que assim não cresce é nada e acaba por "apodrecer"!

Pipo Santos disse...

É mesmo! *

Íris disse...

nunca pior...

Pequeniña disse...

Também tens razão. Por isso é que digo que depende muito de como interpretas a frase. Acho que o segredo está no meio termo. Nem deixar parado, nem esgravatar demais.

S disse...

Concordo!

V* disse...

Esta frase tem o seu fundo de verdade...

Carolina disse...

Provavelmente :)
Temos de lhe mexer e temos de ser dedicadas a ele mas percebo a frase e percebo o modo como interpretam :)

Agostinho Barros disse...

como é verdade essa tua frase. :)

B! disse...

r: Sim a minha irmã é mesmo uma dádiva :)

Secalhar é mesmo verdade essa frase... ;)

MaGu disse...

realmente tem lógica.

Joana disse...

não gosto de o comparar a uma erva daninha, prefiro compara-lo a uma rosa com espinhos

Knight disse...

é capaz..

Ritinha disse...

Talvez, talvez...

Pi Maria disse...

Mexer temos de lhe mexer, cuidar e acarinhar, porém é verdade que se andarmos a esgravatar demasiado podemos acabar por destruir tudo :S

Camila. disse...

É uma boa teoria...