"Quando a minha hora

chegar, não tentem introduzir vida artificial no meu corpo, através de uma máquina! Em vez disso, doem os meus olhos para um homem que nunca viu o sol nascer, o rosto de um bebé ou o amor nos olhos de uma mulher! Doem os meus rins para uma pessoa que depende de uma máquina para viver de semana a semana! Peguem no meu sangue, nos meus ossos, todos os músculos e nervos do meu corpo, e encontrem uma maneira de fazer uma criança andar! 
Explorem todos os cantos do meu cérebro! Peguem nas minhas células, se for necessário, e cultivem-nas! Quem sabe algum dia, um mudo consiga gritar quando a sua equipa marcar um golo e uma surda consiga ouvir o som dos pingos da chuva a bater na sua janela! Queimem o que restar de mim e espalhem as cinzas para ajudar as flores crescerem! Se quiserem mesmo enterrar alguma coisa, enterrem os meus erros e as minhas fraquezas! A minha alma, eu peço que seja entregue a Deus! Se tu quiseres lembrar de mim, faz tudo isso como um gesto de bondade! Se tu fizeres isso, aí sim, eu viverei para sempre!"

9 comentários:

Pipo Santos disse...

Muitoo boom! Que preciosidade!

nicolemorais disse...

Que lindo!

Parede Escrita disse...

Adorei, muito bom! (:
Pois é, eles são pequeninhos, mas são muito fofinhos ;p
Eu tambem faço isso de vez em quando...

nicolemorais disse...

Fico muito contente por saber isso!

nicolemorais disse...

Oh, que elogio tão booom!
Vê lá agora se já consegues, já pus lá a barra dos seguidores.

Pedacinhos de mim disse...

Do textos mais comoventes que já li. Adorei este post, gostei mesmo muito. Um Beijo :)*

Parede Escrita disse...

De nada :) pois é, isso é verdade, tem de ser escolhido, senão pode haver problemas :s
Faz mal sim...

Runaway disse...

Só alguém que esteve cara a cara com a morte, pode dar tanto valor à vida. Oh yeah!

Runaway disse...

Intenso?
Real!